Logo

Artigos - Visualizando artigo

INFOR-MAR News

INSS promete automatizar serviços para agilizar benefícios (Valor Econômico)
 
A partir da segunda quinzena de fevereiro, todos os brasileiros poderão solicitar a aposentadoria por tempo de contribuição pela internet. Além disso, dentro de 45 dias, a liberação de auxílio-maternidade passará a ser feita também de forma automatizada. Em entrevista ao Valor, o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Francisco Paulo Soares Lopes, disse que essas medidas, associadas ao cruzamento de dados para impedir pagamento indevido de benefícios, devem proporcionar uma economia acumulada de R$ 25 bilhões ao ano para o governo federal. Somente em 2017, a revisão de benefícios já contribuiu para uma economia anual de R$ 7,363 bilhões. Leia mais
 
Quando a casa se torna sede da empresa (Estadão)
 
Cansado de ver seu trabalho restrito à lógica comercial de grandes empresas, o designer de moda Marco Botelho, de 60 anos, resolveu largar seu emprego formal, em 2013, para iniciar um negócio próprio na oficina que montou em sua casa, no Planalto Paulista, na Zona Sul de São Paulo. “Acumulo todas as funções: crio, fabrico e vendo”, afirma o empreendedor mineiro, que já foi funcionário de grandes marcas, como a Ellus. “Atualmente, trabalho de acordo com minhas convicções. Não faço moda, faço roupa de muita qualidade”, diz o dono da Marco Botelho Alfaiataria. Leia mais
 
Empresa duplica faturamento com robotização de fábricas (DCI)
 
A Roboris nasceu da vontade do engenheiro Guilherme Thiago de Souza de oferecer projetos altamente especializados de instalação de robôs nas linhas de produção do País. Segundo o empresário, ainda estamos longe da tão falada indústria 4.0. Leia mais
 
Setor de cartões propõe acabar com o parcelado sem juros (Valor Econômico)
 
O setor de cartões apresentou ao Banco Central (BC) no início deste mês uma proposta para substituir a modalidade conhecida como “parcelado sem juros” dos cartões de crédito por um modelo de crediário a ser oferecido ao consumidor. A mudança viria acompanhada de uma redução no prazo de pagamento aos lojistas, apurou o Valor com duas fontes a par do assunto. Leia mais 
 
Temer: se houver reforma da Previdência, não haverá novo tributo
 
Ele afirmou que é provável que o rebaixamento da nota de crédito do Brasil seja revisto se a reforma da Previdência for aprovada
 
O presidente Michel Temer condicionou a criação de novos impostos à reforma da Previdência, nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, em São Paulo. O presidente faz uma peregrinação em programas de TV e rádio para defender a reforma da Previdência. Ele já foi aos programas de Silvio Santos e Amauri Jr., e hoje à noite estará no Ratinho. Leia mais
 
Volume de cheque devolvido cai em 2017 ao nível mais baixo em 4 anos, diz Serasa
 
O volume de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundo atingiu 2% no total compensado no País em 2017, de acordo com a Serasa Experian. O resultado é o mais baixo dos últimos quatro anos, retornando ao nível de 2013, segundo a entidade. Leia mais
 
Aposentados do INSS vão receber mais de R$ 39 milhões de atrasados
 
Serão quitadas ações que tiveram sentenças finais em dezembro para 2.381 segurados do Rio e ES.
 
Rio - Mais de 2,3 mil aposentados e pensionistas do INSS no Rio e no Espírito Santo receberão R$ 39,08 milhões de atrasados de processos de revisão e concessão de benefícios. As ações tiveram sentenças finais da Justiça em dezembro e não cabe mais contestação do INSS. Leia mais
 
Entidades apoiam pequenos negócios, e pedem derrubada de veto ao Refis 
 
Entidades do setor produtivo saíram em defesa do projeto de recuperação fiscal (Refis) para as micro e pequenas empresas. Articulados pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, representantes de 17 instituições se comprometeram a realizar uma ampla mobilização com parlamentares federais. Leia mais
 
Juro do cartão de crédito e do cheque especial cai em 2017, mas continua acima de 300% ao ano
 
Queda está relacionada ao corte da Selic e, no caso do cartão, a medidas adotadas pelo governo sobre o uso do rotativo. Especialistas ainda orientam a evitar essas modalidades de crédito.
 
As taxas de juros médias cobradas no cartão de crédito rotativo e no cheque especial, nas operações com pessoas físicas, registraram queda no ano de 2017, mas ainda permaneceram acima da marca dos 300% ao ano, segundo informações divulgadas pelo Banco Central nesta segunda-feira (29). Leia mais


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

topo site