Logo

Artigos - Visualizando artigo

Aposentado já pode consultar extrato e checar se tem direito à grana extra da revisão do teto

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social - INSS já podem conferir se vão receber o dinheiro extra da revisão do teto do benefício. O Ministério da Previdência liberou neste fim de semana o extrato do mês de agosto. Para checar se o nome está na lista, basta acessar o site da Previdência e informar o número do benefício, a data de nascimento, o nome e o CPF do beneficiário. Cada aposentado e pensionista receberá um valor médio de R$ 175 e o impacto disso nos cofres públicos será de R$ 18 milhões, segundo cálculos da Previdência. O INSS havia informado que aproximadamente 117 mil pessoas receberiam o aumento na folha de pagamento a partir de agosto, mas o número foi reduzido para 107 mil. A Previdência informou que cerca de 10 mil benefícios ainda estão em análise e não foram liberados. Têm direito a receber esse dinheiro pessoas que se aposentaram pelo valor máximo no período entre 5 de abril de 1991 e 1º de janeiro de 2004. Durante esse período, o INSS limitou todos os benefícios ao teto fixado na Constituição, mesmo que pela regra de cálculo das aposentadorias a pessoa tivesse direito a um pagamento maior. Mais dinheiro O bolso dos aposentados e pensionistas terá outro alívio além do reajuste do teto do benefício. As categorias vão receber até metade do 13º salário, o que deve atingir o bolso de 24,6 milhões de brasileiros. O depósito é automático e será feito entre os cinco últimos dias úteis de agosto e os cinco primeiros dias úteis de setembro, de acordo com a Previdência Social. Segundo a decisão, a segunda parcela, que normalmente vem no fim do ano, vai corresponder à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da parcela antecipada. A maioria dos aposentados e pensionistas vai receber 50% do valor do benefício, mas existe uma exceção para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

topo site